quarta-feira, 21 de maio de 2008

Há amigos e Amigos!=')

Fiquei sem palavras, queria ter dito algo decente mas não fui capaz... há pessoas q sabem usar as palavras para nos provocar um grande sorriso (por vezes lágrimas, até)

"Sininho!

Por vezes, quando desejamos o céu, a Vida mostra-nos que ele está muitas vezes em nosso redor. Por vezes, quando patinamos no inferno, aparece uma daquelas mãozinhas douradas, não de ouro mas sim de pureza, que nos puxam de volta. E a maior parte das vezes, nem damos conta do privilégio que temos por conhecer os donos dessas mãos, nem do espaço que por sua beleza conquistam no nosso coração.
Mas contigo, não foi nunca assim. Se tiver de apontar alguns exemplos na minha vida em que soube exactamente a bênção que me foi dada, um desses grandes exemplos és definitivamente tu. Como um sininho que toca sempre a horas certas, tocaste, badalaste, e soubeste sempre mostrar-me o ritmo correcto. Não és nem de perto nem de longe perfeita, tal como eu, mas tens algo que ultrapassa a perfeição à velocidade da luz. E esse algo, foi o facto de seres sempre constante. Apesar de todas as más probabilidades que tivemos de nos conhecer, apesar de virmos de sítios diferentes, de termos pensamentos diferentes sobre assuntos diferentes, de nos acompanharmos de amigos diferentes, de sermos de signos muito diferentes (aliás, até opostos), de gerirmos os sentimentos de maneira diferente, soubeste sempre equilibrar a balança. E mesmo quando a Vida nos empurrava para o desequilíbrio, tu soubeste ter a força para nos ajustar, a força para não nos separar. És uma amizade verdadeiramente especial, pois nunca precisámos de falar muito e dizer pouco, nunca precisámos de muitas provas, nunca precisámos de obsessões de proximidade. Pois soubemos ser gente, e confiar. Porque tu soubeste ser grande (apesar de inacreditavelmente minorca), e mostrar a tua grandeza sempre. És alguém a quem o mundo deve muito sem sequer saber. És alguém a quem venero. És especial. És carinhosa. És porca quando tens de ser. És filosófica quando a Vida te pede para ser. És pequena, mas és enorme. És tão bonita, e tão bonita. És uma amiga imperfeita, numa amizade perfeita. És o meu coraçãozinho. És a minha meia-dose. És tu, sininho. Quanto a mim, sou aquele que te ouve as tuas badaladas e pensa: “qual céu?”.
Que gosta de ti como o urso gosta de mel. E não me importo com as abelhas todas à volta, nós sabemos o que isto vale certo? Vale muito, vale mesmo muito. Um humilde e sincero obrigado. O meu ventrículo esquerdo é teu! ;) "

por Manuel João
http://pensamentosimisciveis.blogspot.com/

Obrigada!

2 comentários:

Isa disse...

:O

Tou com ciume!! ='X
LOOL

Muito bom. Muito bom, mesmo!
O Manuel João deve ser o máior! =P

Um beijinho minha querida*

MJ disse...

Ainda restavam algumas dúvidas, mas agora foram finalmente dissipadas. Sou mesmo o máior 8) aliás, maior q eu, só a minorca...

(adoro estes paradoxos):D