quarta-feira, 26 de março de 2008

Cuidado! Medos à esquerda



O Medo é como um fantasma que se apodera de nós e nos atrasa na vida. O relógio não pára e o tempo não espera. O medo assusta e impede-nos de viver, fazendo-nos perder demasiados "comboios", e alguns deles só passam uma vez por nós. A intenção deste fantasma aterrorizador é, desculpem a expressao, fazer com que só façamos merda. Não podemos deixar que o medo nos sucumba, o medo não destrói só a pessoa onde ele nasce, mas tudo o que a rodeia.

Às vezes, pode já ser tarde, e o comboio pode já ter partido.


Musica: A certain romance - Artic Monkeys

4 comentários:

Cabelos Dourados disse...

O medo impede tanta coisa, e pior que isso justificamos a nossa reacção a ele como um qualquer acto pensado, quando na realidade é apenas medo.

Vânia disse...

E por essas razões todas e mais algumas, os medos devem ser enfretados e derrotados... Nada melhor que a sensação medo superado.
:)*

hugo polido disse...

toda a gente q quer ter poder usa o medo cm arma pra controlar as outras pessoas.. n saber o q fazer pra n s entregar a sentimentos e sensações significa estar entregue ao medo.. saber perder o medo é saber entregar-se à vida, é deixar as emoções florescer.. há q perder o medo e apanhar esse tal comboio q n nos podemos dar ao luxo de perder.. continua a boa escrita ;) adrt mana***
polido

igor marques disse...

o que eu aprendi... o medo impede-nos de agir. pensar também!
por isso é que às vezes se deve agir de impulso, sem pensar e sem medos!

às vezes...