quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Old book

Quando as pessoas não sabem se vão lá estar ou não para nós quando (mais) precisarmos, como podemos convencer-nos que elas lá vão estar?? Quando elas próprias duvidam disso.... Que quando falamos com elas nos apercebemos que somos uma espécie de fardo, às vezes.

Queria conseguir esquecer tudo, agarrar em cada pedra que encontro e construir o meu caminho, porque afinal o que não nos mata torna-nos mais fortes, não é?
Queria poder escrever uma historia nova, num livro com páginas brancas e lisas, macias... nas quais desse gosto de escrever.. em que desse aso à imaginação e me deixasse levar pelo sabor da corrente, sem sequer imaginar o que estivesse para vir.
Estou farta de cada vez escrever apenas mais um capitulo neste livro de folhas amarelas, rugosas e rasgadas, em que já sei o que vai acontecer porque se foi assim nos outros capítulos, porque é que neste seria diferente?! Neste já conheço as personagens... e as que ainda vou conhecer, começo a achar que vão ser como as outras...
Mas vou ter de me contentar com o próximo capítulo..
Not funny

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Esfera



Por sinal, essa esfera que me tentava sem me olhar,
Nada mais era do que um som
Que me levava a tentar fugir de ti... sair de ti...

Uma vez mais, sem saber porquê,
Desistira de dizer:
Nao dá mais, quero mais...
Se não for assim,
Esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais!
Mais, mais...
Quero mais...
Mais, mais...
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais...

Só assim dá para mim conseguir que não doa mais,
Que me deixes ir,
Que me libertes de ti,
Que não me faças sentir,
E eu não quero cair, não me posso entregar
Sem que percebas que não podes julgar,
E eu quero tentar, poder acreditar
Que o aperto cá dentro
Um dia vai acabar,
O monstro em mim não irá sucumbir,
Não desfalece por não conseguir
Que olhes p'ra mim, que me facas existir,
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais
Mais, mais...
Quero mais...
Mais, mais...
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais
Mais, mais...
Quero mais...
Mais, mais...
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais



ouvi esta musica hoje, já conhecia..mas não sei porque só hoje é que ela chegou cá dentro..

Oh this life... always messing with me

Já nao escrevo faz um tempo... desdo ano passado.. *humpf*
A vontade de escrever não tem sido grande. Demasiada informação para comprimir num texto, de maneira a que não ficasse muito grande.
O ano nem começou muito mal... mas a minha vida continua a girar sem parar, a passar do mal ao bem, e de novo do bem ao mal num curto espaço de tempo.
E problemas têm tendência a atrair mais problemas.. ou então vai-se buscar coisas que até estavam bem lá no cantinho delas, sem querer, que nos fazem ainda pior. Bola de neve, Leis de Murphy, azar...chamem-lhe o que quiserem!
A minha cadela está doente.. não estou muito optimista, não sei o que fazer... custa-me ve-la sofrer, sem saber se vai ou não melhorar, não saber se devemos fazer o que tem de ser feito, ou se esperamos porque o panorama pode não ser assim tão mau. Os veterinários dizem que ainda não se justifica, mas custa vê-la assim...
E não podia acontecer em pior altura... tenho exames para fazer, pouca motivação, e agora por acréscimo isto... já não me afecta só psicológicamente isto da cadela, porque mesmo que eu tente estudar, nao dá lá muito bem porque não durmo nada de jeito para tomar conta dela.. nem eu nem a minha mãe.
Fora outros problemas menores, tudo isto aliado à grande desmotivação por não me ter empenhado no semestre... e prever que esta etapa final também não vá correr bem... BAH!

Apetece-me desaparecer daqui, abandonar tudo e recomeçar..do zero... noutro lugar, bem longe de tudo!



Peço desculpa pelo egoísmo, porque sei que não estou sozinha que tenho muita gente que gosta de mim e preocupada comigo...mas por agora mal tenho força para me "puxar" a mim, quanto mais aos outros....