terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Há dias assim

"And how I miss someone to hold when hope begins to fade..."

Porque há dias em que nao conseguimos deixar de duvidar das nossas capacidades
Porque há dias em que é muito difícil nos libertarmos do peso da dor, porque ela bate mais forte..
Porque há dias em que por mais que estejamos rodeados de gente nos sentimos sós...
Porque há dias em que precisamos do calor daquele abraço, e abraçamos mil pessoas e não o encontramos...
Porque há alturas em que começamos a acreditar que estamos a conseguir, e vem uma rajada de vento que nos derruba, e caímos e magoamo-nos.. e nao conseguimos respirar fundo para nos levantarmos..
Porque há alturas em que parece que nada dá certo e que sabemos que temos de continuar, mas nao sabemos como..
Porque há dias que apetece isolarmo-nos do Mundo e ao mesmo tempo nao queremos estar sozinhos..
Porque há dias demasiado assustadores e nos sentimos criancinhas indefesas.. mas que agora a mãe nao consegue proteger...
Porque há dias em que apetece chorar até adormecer e temos que sorrir...
Porque há alturas na vida em que temos de nos habituar à ausencia de certas pessoas que eram essenciais..

Porque há dias em que apetece desistir....

...só mesmo porque há dias assim!

3 comentários:

Art by Ruivo disse...

Mas nao desistes! Apesar de todas as adversidades, tem de se arranjar força em qualquer sitio PARA CONTINUAR!!!!!!!!!!!!!
Se alguma vez eu te vir desistir, jurot k te mando tres pares de estalos!!!;)




(Sei que nao ando presente nos ultimos meses, mas isso nao ker dizer que nao esteja aki)

*****

igor marques disse...

"Porque há dias em que apetece chorar até adormecer e temos que sorrir..."

e porque sorris? quem proteges? a ti? outra pessoa? ...
sorris porque te preocupas mais com essa pessoa do que ela se preocupou(a) contigo...

bah! :|

Rafa disse...

Suponho, por experiência própria também, que o sorrir não é busca de protecção nem uma questão de preocupação. Trata-se mais de um "não há mais nada a fazer"!
Mesmo que ninguém esteja lá para ver o sorriso...