sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Wind of change

..E de repente tudo muda...
E as certezas que sempre tivemos transformam-se em pontos de interrogaçao, sentimos um ventinho misterioso a bater na cara e a querer arrastar-nos, so nao sabemos se para bom ou mau caminho (fifty-fifty?); começamos a questionar o que de facto é certo e errado, porque o que antes era um erro, agora questionamos até que ponto é assim tao errado... e repetimo-lo se for preciso, mesmo nao sabendo se é ou nao correcto. Começamos a aperceber-nos que as mudanças à volta sao tantas, que é inevitável nao mudarmos tambem... e de repente deixamos de nos conhecer..
Mas continuamos felizes, apenas com muitas duvidas.. porque a mudança é rapida, mas as respostas levam o seu tempo.

Descobri que por muito que se cresça, há sempre muito mais por onde crescer... ainda há tanto por aprender, tanto por descobrir... é incrível como em diferentes alturas da vida pensamos que ja vivemos tanto e ao mesmo tempo tao pouco...

2 comentários:

Rafa disse...

A vida é uma "construção" que nunca acaba, só mesmo quando chega o fim. E há sempre espaço para mais mudanças, boas ou más. O essencial e que tomamos por certo, nem sempre corresponde ao que acontece realmente. A culpa: é do tempo.
*

igor marques disse...

e se tivesses certezas de tudo, se não houvesse uma réstia de dúvida? o que haveria de novo para saber/descobrir/fazer? onde está o gosto das surpresas? das novidades?

todos os dias se cresce. às vezes dói. às vezes sabe bem...

é a vidinha... ;)